“O advogado é o primeiro juiz da causa”, referenda Renato Kadletz ao receber a Medalha João Baptista Bonnassis

17/05/2019 - Geral

WhatsApp Image 2019-05-16 at 22.24.29.jpeg

A OAB/SC concedeu na noite desta quinta-feira (16) a Medalha João Baptista Bonnassis ao advogado Renato Kadletz. Em uma cerimônia emocionante, o decano da advocacia catarinense recebeu a mais alta condecoração da Ordem pelos serviços prestados à classe durante sua carreira.

Compuseram a mesa de autoridades o presidente da Seccional, Rafael Horn; o vice-presidente Mauricio Voos; o secretário-geral Eduardo de Mello e Souza; a secretária-geral adjunta Luciane Mortari; o diretor-tesoureiro Juliano Mandelli; o conselheiro estadual e proponente da homenagem Wolmar Giusti; o tesoureiro da CAASC Alexandre Evangelista Neto; o desembargador Stanley Braga, representando o TJSC; a deputada estadual Ada de Luca, representando o Poder Legislativo catarinense; e o presidente do IASC, Gilberto Lopes Teixeira.

A outorga foi proposta na primeira sessão deste ano do Conselho Pleno da OAB/SC e aprovada por unanimidade a Renato Kadletz, que já integrou os quadros desde 1978 e já ocupou diversos cargos de destaque na Ordem desde 1994.

“Nosso agraciado da noite é um cidadão ímpar, pessoa de grande caráter e profissional reconhecido no meio da advocacia. Os diversos cargos e funções ocupados pelo doutor Renato Kadletz junto à OAB de Santa Catarina por si só já teriam muito da sua credibilidade e reconhecimento, contudo o que merece maior destaque é o desprendimento, o amor e a dedicação com que sempre tratou os interesses da OAB e principalmente da advocacia”, enalteceu Wolmar Giusti.

Em seu discurso de agradecimento, Kadletz se definiu como um “eterno aprendiz”, lembrou o início de sua carreira, pontou algumas mudanças presenciadas por ele no mundo e na profissão, agradeceu o apoio sempre recebido da família, amigos e colegas, e destacou a importância da Ordem como entidade de classe na defesa não só dos advogados e advogadas, mas também da sociedade. “O advogado tem uma missão importante: também dedicar-se ao próximo. O advogado é o primeiro juiz da causa. E, no fundo, é um médico de almas, só ele tem o remédio que ninguém mais tem, para curar a maior dor que podemos carregar: a da injustiça. Esse papel transpõe a litigiosidade dos tribunais”, disse.

Em outro momento também destacou a importância do profissional para a sociedade. “O aumento das desigualdades está levando para o cometimento de novas injustiças. E estas levarão inexoravelmente a novos conflitos. E mais uma vez cabe à OAB o papel do protagonismo na solução desses conflitos”, concluiu.

“Nós estamos falando de gratidão. Queremos agradecer aqueles que em sua vida pessoal e profissional serviram de exemplo. E nada melhor do que pessoas cujos atos nos são como bússolas. O doutor Renato destacou aqui um sentimento importante: o amor. Pela advocacia, pela OAB e pela própria sociedade. Este é um sentimento nobre, e o único capaz de fomentar as verdadeiras mudanças que a nossa sociedade, a nossa profissão e as nossas vidas pessoais precisam”, finalizou o presidente da Seccional, Rafael Horn.

Assessoria de Comunicação da OAB/SC


Últimas notícias