Em visita de desembargadores ao Conselho Pleno da Seccional, TRF4 e OAB/SC estreitam interlocução e parceria entre as gestões

17/05/2019 - Geral

TRF4 Conselho Pleno.jpeg

O Conselho Pleno da OAB/SC recebeu comitiva da Justiça Federal na sessão ordinária desta sexta-feira (17). Os desembargadores Thompson Flores, atual presidente do TRF4, e Victor Laus, presidente eleito para a próxima gestão lideraram o grupo formado também pelo desembargador corregedor, Ricardo Teixeira do Valle Pereira, e pela juíza federal diretora do Foro da Justiça Federal Seção Judiciária de SC, Claudia Dadico.

Ao recepcioná-los, o presidente da Seccional, Rafael Horn, destacou a instalação do sistema e-proc no Judiciário catarinense e a colaboração para que a tecnologia fosse implantada no Estado no TJSC. “Era um pleito histórico da advocacia catarinense, atendido pelo desembargador Thompson Flores, em interlocução com a gestão anterior de nossa Seccional, à época liderada pelo hoje conselheiro federal por Santa Catarina, Paulo Brincas. É com gratidão que este conselho pleno, o órgão máximo que representa a advocacia catarinense, lhe homenageia por ter liderado esse processo de aproximação, que estreitou ainda mais os laços entre a Justiça Federal e a advocacia catarinense”, agradeceu.

Horn e o coordenador de relacionamento com a Justiça Federal, Mauro Prezotto, fizeram a entrega à Thompson Flores, de uma réplica da obra de arte de Rodrigo de Haro, simbolizando a luta pela liberdade e pela Justiça. Já o diretor-tesoureiro, Juliano Mandelli, ex-presidente da Subseção de Balneário Camboriú, fez a entrega de documentação histórica dos arquivos da Seccional, de Victor Laus, pai do desembargador Victor Luiz dos Santos Laus, atuando na advocacia em uma carreira de 59 anos, cuja contribuição também se deu na presidência da OAB Balneário Camboriú.

Em nome dos conselheiros estaduais e da diretoria da OAB/SC, o conselheiro Marcelo Peregrino proferiu discurso em saudação à Thompson Flores. “Queremos agradecer o prestígio e atenção que vossa excelência tem devotado à advocacia, seja no acolhimento dos memoriais, seja na fidalguia do trato, no respeito ao papel do advogado na efetiva prestação da jurisdição. Fica o agradecimento da advocacia catarinense pelo trabalho que o senhor desempenhou a frente de um dos tribunais mais importantes do país. Traduz efetivamente o que a advocacia aspira: respeito às suas prerrogativas e o estudo aprofundado do Direito do caso concreto“, enfatizou.

“Nós somos da mesma família forense, temos os mesmos objetivos: a mais rápida e, de preferência, a mais qualificada prestação jurisdicional. A justiça desde tempos imemoriais é criticada por ser cara e morosa. E ela é cara, justamente porque é morosa. Este é o grande desafio, e eu disse há dois anos em meu discurso de posse”, resumiu Thompson Flores. O desembargador também agradeceu o respaldo da advocacia catarinense. “Eu acredito na colaboração com a Ordem dos Advogados e quero aqui dizer que as nossas relação são exemplares, no plano institucional e no plano da cordialidade”, disse.

Victor Laus também tomou a palavra para agradecer as deferências. “Fiz questão de comparecer à sessão deste conselho, pois estou na casa dos advogados. E estou recebendo da classe um documento em que consta, o que acho de mais importante, que está consignado que o advogado em questão, após 59 de inscrição, não sofreu qualquer representação ético disciplinar. Refiro-me ao meu pai, mas isso me orgulha sobremaneira. Eu pretendo, na medida do possível, levar perante a representação do TRF4 esse relacionamento que sempre foi estreito, sadio, e elevado com os profissionais da advocacia. Serão todos bem-vindos à minha cerimônia de posse no dia 27 de junho. Será uma ocasião, sobretudo, em que procuraremos distinguir o povo catarinense, sem prejuízo ao Paraná e Rio Grande do Sul, evidentemente, que compõe a quarta região. Será uma festa catarinense”, finalizou.

Assessoria de Comunicação da OAB/SC


Últimas notícias